Começa nesta quarta-feira o 2º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano

Por admin@aplbomnegocio.com.br 03/09/2019

A partir desta quarta-feira, 4 de setembro, será realizado em Chapecó (SC) o 2º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano. O evento, que segue até sexta-feira, dia 6, ocorre no Salão Nobre da Unochapecó - Universidade Comunitária da Região de Chapecó, e objetiva contribuir para o desenvolvimento da cadeia de biogás e biometano nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, como também em todo o País.

O Brasil produz, diariamente, mais de três milhões de metros cúbicos de biogás. Os três estados da Região Sul registram 743 mil metros cúbicos por dia.  São 366 plantas de biogás instaladas em todo o Brasil, sendo 276 em operação e outras 90 em implantação ou em manutenção. Na região Sul, estão em operação 124 plantas com aplicação energética do biogás: 80 no Paraná, 31 em Santa Catarina e 13 no Rio Grande do Sul.

“Existe um potencial na oportunidade de produção de energia a partir do biogás no Sul do Brasil. Por isso, o Fórum tem uma importância muito grande, pois traz a realidade da produção agrícola dos três estados do Sul para uma discussão ampla, acompanhada da possibilidade de desenvolver soluções para a geração de energia, visando a resolver questões ambientais do agronegócio e, acima de tudo, oferecer condições de desenvolvimento das propriedades rurais”, observa o coordenador-geral do Fórum, Clóvis Leopoldo Reichert.

São aguardados cerca de 300 participantes no Fórum, entre especialistas, empresários, produtores rurais, representantes de instituições públicas e privadas e estudantes, para discutir soluções de tecnologia, de inovação, processos, panorama setorial de oportunidades, além de aspectos relevantes que permeiam a legislação. “Teremos quatro painéis que oportunizam a discussão sobre a produção e o uso do biogás como fonte de energia e, especialmente, sobre o potencial de desenvolvimento desse setor frente às barreiras existentes”, enfatiza o coordenador do evento.

 

Novas oportunidades de negócios

Além dos debates, o Fórum reunirá empresas inovadoras na cadeia do biogás no Espaço Biogás de Negócios, um ambiente instalado junto ao Salão Nobre da Unochapecó, em que serão apresentadas as novidades tecnológicas do setor. Nesse mesmo espaço, ocorre matchmaking, propiciando novas ideias, projetos e negócios. O Espaço Biogás de Negócios conta com 17 expositores, facilitando a interconexão de ideias entre investidores, empresários, startups e usuários das tecnologias para oportunizar novos negócios.

 

Reunião de produtores de biogás

No primeiro dia, quarta-feira (4), às 18h, no auditório R01, bloco R, na Unochapecó, o Fórum promove a Reunião de Produtores de Biogás de Santa Catarina. O objetivo é compartilhar ideias para o setor, conhecer os desafios e as peculiaridades da cadeia de biogás e biometano no Estado, compartilhar conhecimento, promover parcerias e encaminhar soluções.

 

Programação

No dia 4 de setembro, após a solenidade de abertura, prevista para as 9h, se iniciam as atividades do Fórum. Às 9h40, o Painel 01 debaterá ‘Políticas Públicas’, em que será abordado o marco legal para o biogás e o biometano como base para discutir o papel e as oportunidades do biogás na matriz energética brasileira. A partir das 14h, o Painel 02 tratará de ‘Inovação’. Nesse debate, serão tratados os impactos das tecnologias em permanente transformação e modelos de negócios inovadores.

 No dia 5 de setembro, os trabalhos começam às 8h30, com o Painel 03 ‘Tecnologias e processos’, e serão abordados temas como a otimização de processos, a transferência de tecnologias e a pesquisa aplicada à estruturação da cadeia industrial do biogás e do biometano. Às 15h, o Painel 04 dará ênfase ao ‘Panorama setorial de oportunidades’, em que serão debatidas as iniciativas que já vêm sendo realizadas em diversas frentes (instituições públicas, sistema educacional, mercado). Após a apresentação de cada painel, haverá espaço para debates.

Ao longo dos dois dias, será possível interação direta entre atores do setor energético, investidores, empresas fornecedoras de tecnologias e os usuários deste combustível renovável que é o biogás. A articulação ocorre por meio da apresentação de cases, distribuídos em meio à programação dos painéis.

 

 Visitas técnicas

No 6 de setembro, terceiro e último dia, será destinado às visitas técnicas, em dois roteiros.

O Roteiro 01 terá como destinos a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Industriais (CETRIC), em Chapecó (SC), e a Embrapa Suínos e Aves, em Concórdia (SC).  Na CETRIC, os participantes conhecerão a experiência da empresa no aproveitamento do biogás produzido pelo lixiviado do aterro industrial para a secagem de lodo. Na Embrapa, será conhecida a unidade BiogásFORT, planta piloto onde o biogás de dejetos de suínos é convertido em biometano para uso veicular.

No Roteiro 02, será visitado o Sistema de Tratamento de Efluentes da Suinocultura (SISTRATES), na Granja São Roque, em Videira (SC). Os visitantes conhecerão uma alternativa de geração de energia elétrica a partir do biogás conciliada ao tratamento de efluentes para atender padrões de lançamento conforme CONAMA 430.

 

Veja a programação completa do Fórum:

 http://www.biogasebiometano.com.br/programacao

 

 Para saber mais:

- O evento, que nasceu como Fórum Estadual em 2017, em Caxias do Sul (RS), dará continuidade aos assuntos tratados no 1º Fórum Sul Brasileiro, realizado em junho de 2018, em Foz do Iguaçu (PR).

 

- Chapecó, um dos polos agroindustriais do Sul do Brasil, cidade com prestígio internacional no agronegócio, abriga as principais empresas processadoras e exportadoras brasileiras de carne suína, aves e derivados, com grande potencial de geração de biogás. Com seu polo universitário, infraestrutura, meios de hospedagem, gastronomia e com o apoio da Embrapa Suínos e Aves de Concórdia, da UnoChapecó e do Sebrae, a capital do oeste catarinense é endereço estratégico para o evento.

 

- O que é biogás

É uma mistura de gases composta principalmente por metano e dióxido de carbono, obtida normalmente através do tratamento de resíduos domésticos, agropecuários e industriais, por meio de processo de biodegradação anaeróbia, ou seja, na ausência de oxigênio. O biogás pode ser aplicado na geração de energia elétrica e energia térmica e na produção de biometano, um biocombustível similar ao gás natural. Durante o processo, também há produção de biofertilizante.

 

- Quem pode produzir biogás

Propriedades rurais, aterros sanitários e indústrias relacionadas à agropecuária. Também é possível produzir biogás com esgoto e resíduos de alimentos (domésticos, comerciais e industriais).

 

- Potencial Brasileiro de Produção

Agropecuária: 37 milhões de m³/ano

Sucroenergético: 41 bilhões de m³/ano

Saneamento: 3 bilhões de m³/ano

 

- Geração distribuída de energia elétrica

Segundo dados da ANEEL, o Sul do Brasil possui 30 unidades geradoras com biogás conectadas em geração distribuída, compensando em 321 unidades consumidoras. O Paraná possui 15 unidades, Santa Catarina 13 e o Rio Grande do Sul, 02. A potência instalada nestes projetos é 3,7 MW.

 

Realização do Fórum

A realização do 2º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano é do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APL MMeA), do Centro Internacional de Energias Renováveis–Biogás (CIBiogás), do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia (IST PGE), da Embrapa Suínos e Aves e da Universidade de Caxias do Sul (UCS)/TecnoUCS. A correalização é da Unochapecó/Parque Científico e Tecnológico Chapecó@ e do Sebrae.

O evento tem patrocínio Ouro da Sicoob e FAPESC, patrocínio Prata do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e patrocínio Bronze de Bombas Beto, ENC Energy, Grupo Cetric, CHP Brasil, Germek, Janus & Pergher, PESA CAT, Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) e Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás).

O apoio é da Associação Brasileira do Biogás (ABiogás), Governo do RS por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura, Fiesc, Fiergs, Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados no Estado de Santa Catarina, Sistema Ocergs Sescoop/RS, Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos das Produções Agropecuária e Agroindustrial (Sbera), Low Carbon Business Action Brazil,  Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial  (UNIDO), Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Chapecó e Região Convention& Visitors Bureau, Prefeitura de Chapecó, Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN), Associação Comercial Industrial Chapecó (ACIC), Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi), Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), NRG Hub e Associação da Indústria de Cogeração de Energia (Cogen).

 

Serviço

O quê: 2º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano

Quando: 4 a 6 de setembro de 2019

Local: Salão Nobre Unochapecó

Endereço: Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Servidão Anjo da Guarda, nº 295-D, Bairro Efapi - Chapecó (SC)

Inscrições: www.biogasebiometano.com.br

Informações: organizacaoforum@biogasebiometano.com.br

(54) 3419 6563 | 9 99719713 |  9 9966 9713 | 9 9671 0028

http://www.biogasebiometano.com.br/

https://www.facebook.com/BiogaseBiometano/

https://www.instagram.com/biogasebiometano/

https://www.linkedin.com/company/biogasebiometano/

 

Foto: Unidade de produção de biometano na Embrapa Suínos e Aves 

Crédito da Foto: Marina Schmitt